Economia e os fundamentos da Inteligência Artificial

Herbert_simon_red_complete

Durante muito tempo, as pessoas pensavam que os seres humanos não poderiam correr uma milha em menos de quatro minutos. Então, em 1954, Sir Roger Bannister venceu essa percepção, e logo em seguida, uma vez que ele mostrou que era possível, muitos outros corredores foram capazes de conseguir isso também.

Não muito tempo depois de feito histórico de Sir Roger, em Junho de 1956, em Dartmouth, New Hampshire, quatro jovens estudantes: John McCarthy, Marvin Minsky, Nathaniel Rochester, e Claude Shannon juntos iniciaram e organizaram o Dartmouth Symposium, que durou por dois meses, a meta em conjunto do Simpósio foi simular a inteligência humana usando uma máquina.

Quatro eventos são freqüentemente citados como resultados do Dartmouth Symposium: o simulador de rede neural demonstrado por Marvin Minsky, o método de pesquisa proposto por John McCarthy, e o “Logic Theorist“, apresentado por Herbert Simon e Allen Newell e da fundação do termo: “inteligência Artificial “.

O trabalho de Simon e Newell para AI foi especialmente muito considerado e respeitado como um grande avanço na simulação computacional da inteligência humana – assim como recorde de desempenho de Bannister que ninguém pensava ser possível, Simon e Newell apresentou um programa capaz “de imitar as habilidades para resolver problema de um ser humano “.

Enquanto o Dartmouth Symposium é muitas vezes considerado o primeiro evento significativo na IA e seus participantes recebeu muito reconhecimento (por exemplo, John McCarthy, Allen Newell e Herbert Simon todos são beneficiários do Turing Awards), Simon também foi premiado com o Prêmio Nobel de Economia “por sua pesquisas pioneiras no processo de tomada de decisão dentro das organizações econômicas “.

Herbert Simon Professor de Ciência da Computação e Psicologia na Universidade Carnegie Mellon e pesquisador da RAND Corporation, escreveu um par de artigos que poderiam ser considerados os artigos seminais para o paradigma fundador da pesquisa em Inteligência Artificial (IA) e Economia Comportamental. Os dois artigos são: Teoria Comportamental da Escolha Racional e Escolha Racional e a Estrutura do Ambiente.

Esses dois papéis são a base do trabalho que levou a Prêmio Nobel de Economia de Herb Simon: “que o onisciente Homem Econômico ‘, o tomador de decisão, com sua imensa (assumido) poder de processamento de informação e destreza era uma ficção implausível.

Simon propõe um modelo de “tomador de decisão” caracterizado por reduzidas capacidades de processamento de informações e de coleta de informações; ‘que, portanto, deve estar satisfeito com as decisões abaixo do ótimo; que usa estratégias e táticas de pensamento (o que hoje denominamos heurísticas) para alcançar comportamentos que são “suficientemente bons”. Isso levou a racionalidade limitada, que mantém Simon, lidou com os limites da ‘capacidade de processamento de informação “- algo que ele aplicou tanto para a inteligência humana quanto ajudou o seu trabalho e o de outros em IA.

A pesquisa de Simon em “resolução de problema humano” tornou-se o núcleo de um projeto teórico amplo em que IA, economia e psicologia cognitiva foram intimamente ligados e levou à sua descoberta de que: “Economia é uma das ciências do artificial” (Simon, 1976, p. 441).

Simon e Heurística

Daniel Kahneman, muitas vezes considerado como o fundador da Economia Comportamental e como Simon um ganhador do Prêmio Nobel de Economia, credita o trabalho de Simon sobre racionalidade limitada e heurísticas (regras de polegar e atalhos no pensamento) como sendo muito influente em seu trabalho com Amos Tversky.

Na verdade tão dominante foi o conceito da heurística de Simon em IA que em Ciência da Computação e Pesquisa Operacional às vezes era chamado de “programação heurística.” Veja por exemplo este artigo de Minsky (Alguns métodos de Inteligência Artificial e Programação Heurística) e este artigo em heurísticas em ciência da computação.

A palavra “heurística” é derivado do verbo grego heuriskein, que significa “encontrar” ou “descobrir”. Diz-se que Arquimedes correu nu pela rua gritando “Heureka” (Eu descobri-lo) depois de descobrir o princípio da flutuação em seu banho. Autores mais tarde mudou isso para Eureka.

O programa Logic Theorist desenvolvido por Simon e Newell foi “capaz de descobrir provas de teoremas em lógica simbólica elementar, utilizando técnicas heurísticas semelhantes aos usados por seres humanos.” (Newell, Shaw, Simon, 1962, p. 146)

AI melhorarando o pensamento irracional e comportamento irracional

Um tema central da Economia Comportamental é que nós agimos irracionalmente ou tomamos decisões sub-ótimas. Em Mapas de racionalidade limitada: psicologia para a economia comportamental; Kahneman aponta que há um conflito entre os dois sistemas que nós usamos para pensar. Sistema 1 (percepção e intuição) e Sistema de 2 (raciocínio) podem gerar preferências inconsistentes: “não podemos ter por certo que as preferências que são controlados pela emoção do momento, vão ser internamente coerentes, ou mesmo razoáveis pelos critérios mais frios do raciocínio reflexivo . Em outras palavras, as preferências do Sistema 1 não são, necessariamente, consistentes com as preferências do Sistema 2.”

James G. March um colaborador de longo prazo de Herb Simon sobre a Teoria de Organização e Racionalidade Limitada escreve: “Os seres humanos têm objetivos instáveis, inconsistentes, incompletamente lembrados, e imprecisos.” (March, 1987, p. 598).

Através da IA, as máquinas estão ganhando na lógica e inteligência “racional” e não há nenhuma razão para acreditar que eles não podem se tornar mais inteligentes do que os seres humanos. À medida que usamos essas máquinas, ou Assistentes Cognitivas elas vão nos empurrar à tomar melhores decisões em finanças pessoais, saúde e em geral fornecer soluções para melhorar nossas circunstâncias.

Racionalidade Limitada, IA e nossa economia moderna

Herbert Simon disse: “O princípio da racionalidade limitada é a capacidade da mente humana para formular e resolver problemas complexos é muito pequena em comparação com o tamanho dos problemas cuja solução é necessária para o comportamento objetivamente racional no mundo real.

O trabalho de Simon teve um impacto significativo na economia e a IA está se tornando cada vez mais disponível em todo o nosso mundo para resolver problemas reais.

Busca do Google utiliza AI e racionalidade limitada, como Peter Norvig, diretor de pesquisa do Google, escreveu: O trabalho de Simon em AI e Racionalidade Limitada: “levou ao estabelecimento dos algoritmos de busca como talvez as principais ferramentas no arsenal dos primeiros pesquisadores de IA, e o estabelecimento da resolução de problemas como a tarefa canônica da IA”.

IA já está melhorando a forma como nos comunicamos, analisamos dados, tomamos decisões financeiras e comerciais. Ela está sendo colocada para trabalhar em hospitais para melhorar diagnóstico de saúde e em breve vamos estar vestindo relógios inteligentes programados com IA para monitorar o nosso bem-estar.

Na última entrevista que deu antes de falecer Herb Simon refletiu sobre como os computadores vão continuar a moldar o nosso mundo e como podem melhorar a nossa racionalidade.

Tecnologias de IA vão em breve ser pervasivas em soluções que poderiam de fato ser a resposta para nos ajudar a superar o comportamento irracional e tomar decisões econômicas ótimas. Quanto mais entendemos a profundidade do trabalho de Herbert Simon, mais estaremos preparados para aproveitar as grandes oportunidades AI nos oferece.

Autor: Colin Lewis
Tradução livre por Anderson Chaves do artigo original.

Anúncios

Sobre Anderson Chaves

http://apachaves.github.io/
Esse post foi publicado em Artigos e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s